0800 941 0110

SÃO PAULO/MINAS GERAIS

0800 282 2443

RIO DE JANEIRO/ESPÍRITO SANTO

0800 941 0110

CENTRO OESTE

0800 703 3353

NORTE/NORDESTE

NOTÍCIAS

MENU NOTÍCIAS

17/10/2018

Soluções simples para recuperar gramados secos e com falhas

Autor: Engenheiro Agrônomo Itograss - Flávio Figueiredo

A primavera se aproxima e agora é hora de planejar com antecedência as ações para colocar o seu gramado em ordem, corrigir algumas falhas e devolver aquele verde exuberante. Tarefas importantes que devem ser realizadas agora, para que o gramado tenha vitalidade e força para se desenvolver nas duas estações do ano (primavera/verão), onde teremos as melhores condições para o crescimento.

 

Na saída do inverno, os gramados costumam estar secos e com falhas, gerados por falta de água, pisoteio e baixo crescimento, a melhor maneira de reavivar o seu gramado é repondo nutrientes ao solo, utilizando adubos químicos, orgânicos e aproveitando para corrigir falhas e pequenas bacias onde acumula água.

Procedimentos simples, que você mesmo poderá fazer, trazendo vida e um belo visual para o seu gramado.

Faça a poda e a retirada de todas as aparas do gramado, isso ajudará na aeração, prevenção de doenças, visualizar as imperfeições do terreno e será um estimulo para o crescimento do gramado. 

Observe a altura ideal de poda para cada variedade e nunca retire mais que 30% da área foliar, isso acarretará a perda de raiz.

É hora de fazer a cobertura do gramado utilizando uma misture com 70% de areia média e 30% de substrato apropriado para gramados, aplique uma camada fina sobre toda a área, sempre deixando as pontas das folhas descobertas, esse procedimento ajudará no nivelamento, cobrindo áreas com pouca cobertura de grama e fornecendo gradualmente nutrientes para o gramado.

Vai uma dica, nunca utilize esterco animal e terra, eles podem estar contaminados com sementes de ervas daninhas, que infestarão toda área e a terra terá dificuldade em penetrar no gramado.

Depois de consertar as falhas, uma boa pedida é adubar o gramado para que tenha nutrição suficiente nessa nova fase, porém é preciso muito cuidado com a fertilização, que pode se tornar inimiga se não for realizada corretamente. A correção do ph do solo também é importante neste momento.

Os fertilizantes, sobretudo os com alta concentração de nitrogênio e potássio, podem acabar queimando o gramado se administrados em excesso ou na hora errada, a uniformidade na aplicação também é fundamental para um bom resultado.

Após a aplicação, irrigar a área tratada com fartura, para que todo adubo se dissolva e vá para o solo evitando a queima das folhas.

Corrija o ph do solo com calcário, isso ajudará na fixação do nutriente que será aplicado e eliminará o alumínio que é tóxico para as raízes, aplique o  fertilizante chamado NPK composto de (nitrogênio, fósforo e potássio) que é um produto facilmente encontrado em lojas de paisagismo, dê preferência para as composições equilibradas entre os nutrientes para que seu gramado tenha um crescimento uniforme.

Esse procedimento, fertilização com NPK, deverá ser repetido pelo menos mais duas vezes ao longo das estações, primavera/verão, para que a grama tenha um bom desenvolvimento e chegue ao final do período em boa condição enfrentar a época seca.

Sempre que aparecer alguma dúvida, procure um profissional especializado na área, ele passará orientações e dicas importantes para o sucesso da revitalização do gramado.