0800 941 0110

SÃO PAULO/MINAS GERAIS

0800 282 2443

RIO DE JANEIRO/ESPÍRITO SANTO

0800 941 0110

CENTRO OESTE

0800 703 3353

NORTE/NORDESTE

BLOG

MENU BLOG

06/12/2021

Série #ItograssEmCampo: Pós-Partida

Autor: Rodrigo Santos - Coordenador do Centro de Gramados Esportivos Itograss

 

Não tem nada mais gratificante do que encerrar um ciclo de trabalho com a certeza de ter dado o seu melhor e se sentir motivado e preparado para os desafios do ciclo seguinte.

Tenha sempre em mente que cada ciclo tem a sua importância e proporciona novos aprendizados, ideias, oportunidades e, certamente, novas conquistas.

É com esse pensamento que você deve começar o novo ciclo de preparação. Ele se inicia logo após o apito do árbitro decretar o final da partida.

E é sobre a preparação para os novos ciclos que vamos falar essa semana aqui na coluna. Lembrando que essa será a última matéria da série #ItograssEmCampo.

Avaliação Pós-jogo

Uma boa caminhada pelo gramado logo após a saída dos atletas é a melhor maneira de se avaliar a quantidade e severidade dos danos provocados durante a partida.

Em alguns casos, principalmente em épocas em que o calendário de partidas não ajuda, as atividades de recuperação já se iniciam logo após a partida. Essas, normalmente, já previstas antes do início da partida.

As zonas que devem ser mais observadas são aquelas onde o jogo acontece com maior frequência, como são os casos da faixa central e, principalmente, das áreas de gol. Áreas que foram usadas para o aquecimento também podem apresentar danos severos.

Outras áreas com histórico de problemas também devem ser avaliadas com maior atenção. Áreas com excesso de sombra, por exemplo, normalmente apresentam problemas com a densidade do gramado e que, por consequência, acabam apresentando susceptibilidade maior aos danos.

 

Avaliação de danos logo após o final de partida
 

Feitas as avaliações, é chegada a hora de iniciar o planejamento de trabalho para a partida seguinte.

Planejamento

Nesta série nós fizemos uma coluna falando apenas sobre a importância do planejamento para a gestão do gramado esportivo, lá ensinamos você sobre a importância da avaliação da situação inicial, a definição das expectativas e a definição das etapas para atingir os objetivos pretendidos.

O planejamento pós-jogo segue um raciocínio semelhante, por meio das informações obtidas após a avalição do gramado ao final da partida. Com ele, e considerando o calendário até o jogo seguinte, você determinará as operações pontuais necessárias.

O planejamento macro, aquele determinado para a temporada, deve ser preservado e, por meio das informações geradas pelo planejamento pós-jogo, adaptado a sua semana, ou dias, de trabalho até o jogo seguinte.

Vamos nos concentrar nessa semana apenas nas atividades de recuperação determinadas pelo planejamento pós-jogo. As principais etapas serão discutidas logo abaixo:

Corte Rotativo de Limpeza

Um corte com equipamento rotativo de sucção é usado como operação de limpeza após a partida. Essa operação tem a finalidade de coletar detritos de grama levantados durante a partida, pequenas faixas, bandagens e objetos plásticos.

 

Equipe, logo após o final da partida, executando poda de limpeza

Essa operação também tem a finalidade de “levantar” a grama. Lembrando que os rolos dos equipamentos helicoidais “deitam” essa grama na preparação do pré-jogo. As folhas, quando levantadas, têm a capacidade de se desenvolver melhor e mais rapidamente, se recuperando dos danos provocados durante as partidas.

Fechamento de Buracos

Durante um jogo competitivo, especialmente em um dia úmido quando o solo é macio, é inevitável que buracos sejam formados na grama. O trabalho mais importante para a equipe de manutenção é reparar esses danos no campo o mais rápido possível, porque se recuperam mais rapidamente quando reparados “frescos”. Esses reparos são feitos já no intervalo da partida e tão logo ela termine, antes de que qualquer outra atividade.

Normalmente um garfo agrícola é utilizado para reparar o buraco. Ele é inserido no solo, em torno do orifício e, com uma tração, ele é fechado para reparar o dano.

Demonstrativo de como fechar um buraco de forma adequada

Nem todos os buracos são criados igualmente, um campo a base de areia não terá a força de tração igual a um com solo natural.

Em um país onde os gramados têm altos níveis de uso e são obrigados a ser jogáveis praticamente durante todo o ano, o reparo de buracos (ou divots) é uma parte muito importante da manutenção do campo esportivo.

Replantios

Avaliar se áreas extremamente desgastadas podem se recuperar dentro do tempo disponível, ou se há a necessidade de um replantio. O replantio, como visto em uma das colunas, pode ser feito com um material em condições prontas, ou muito próximas, das condições ideias para jogo.

 

Area recém plantada com o sistema Ready to Play

O Ready to Play é a tecnologia inovadora que a Itograss adota em estádios, como o Maracanã. Tem como filosofia a capacidade de transferir um gramado em perfeitas condições de jogo de uma fazenda para o estádio e ser utilizado rapidamente após o plantio. As trocas podem ser feitas em área total ou localizadas.

É a única tecnologia que permite o uso do gramado poucas horas após a sua instalação.

Pulverizações

Pulverizações podem ser feitas para a aplicação de defensivos e adubações.

As adubações podem ser feitas em caráter de recuperação, quando o estado nutricional não é adequado e tem o objetivo de recuperar o gramado estimulando, principalmente, o seu desenvolvimento radicular. Já as adubações de manutenção, aquelas programadas dentro do planejamento macro de gestão do gramado, visam manter o desenvolvimento vegetativo e reprodutivo da planta. 

Pulverização de gramado com equipamento mecanizado

Um manejo integrado de pragas e doenças adequado tem o objetivo de preservar a sanidade das plantas.

Mas, em determinadas situações, algum desequilíbrio pode acontecer e doenças apresentarem condições favoráveis para se desenvolverem. A observação pós-jogo pode te ajudar a tomar a decisão de aplicar produtos para esse controle e até prevenção em função da quantidade e tipo de danos causados pós-jogo.

Ressemeadura

Em algumas situações, ainda durante o período do inverno, no qual você observa uma queda acentuada da densidade das sementes de inverno e quando a previsão apresenta uma condição de situações futuras que comprometerão o desenvolvimento da Bermudas (baixas temperaturas) por um período ainda longo, uma ressemeadura deve ser considerada.

Aplicação de sementes de inverno

A aplicação é feita a lanço preferencialmente no campo todo, mas também pode ser localizado, sempre em faixas pré-determinadas, onde a densidade está comprometida. Normalmente essas sementes estarão germinadas 

após 10 dias e podem receber o primeiro corte aos 15 dias, nessas condições.

Resumo

A vida das pessoas envolvidas com a preparação de gramados, como podemos observar ao longo desta jornada #ItograssEmCampo é dura. Hoje aprendemos que ela também não tem folga, pois tão logo acaba uma partida já começam os trabalhos para a partida seguinte.

Com um calendário tão exigente como o Brasileiro, não poderia ser diferente. Para você que não vive a realidade das grandes arenas do Brasil, fica a oportunidade de acompanhar o dia a dia desse pessoal e aproveitar as dicas para utilizar no seu gramado.

O pós-jogo é importante para planejar as preparações, faça o seu planejamento e ele te ajudará com o sucesso.

Reforça uma frase para que Thomas Edison deixou de aprendizado para todos nós: “Boa sorte é o que acontece quando a oportunidade encontra o planejamento”.

Agradecimentos

Imenso agradecimento ao convite realizado pela Eng. Agrônoma Msc. Maristela Kuhn para ser o responsável pelo gramado do Monumental de Nuñez, na Argentina, para a Copa América 2021. Quis o destino que o torneio fosse transferido para o Brasil e novamente um voto de confiança depositado pela Maristela para ser o responsável, dessa vez, pela sede mais agronomicamente desafiadora da competição: o Rio de Janeiro.

Lá pude trabalhar com a fantástica equipe da Greenleaf, em especial aos Agrônomos Luiz Felipe e Wellington Urselino, no dia a dia dos dois estádios e de praticamente todos os centros de treinamentos da sede.

Na preparação do Maracanã, a nossa equipe foi reforçada pelo Tiago Rodrigues, profissional superexperiente e com uma bagagem incrível.

Não poderia deixar de agradecer a Itograss por ter me incentivado a representá-la nesse evento que foi de grande aprendizado. Certamente o  nosso Centro de Gramados Esportivos terá a capacidade de contribuir com o desenvolvimento do segmento esportivo de forma mais preparada.

Para você que nos leu, ao longo das últimas 15 semanas, o muito obrigado pela oportunidade de compartilhar um pouco sobre a minha experiência com preparação de gramados de futebol.

Boa sorte a todos e até a próxima!

#ItograssEmCampo