0800 941 0110

SÃO PAULO/MINAS GERAIS

0800 282 2443

RIO DE JANEIRO/ESPÍRITO SANTO

0800 941 0110

CENTRO OESTE

0800 703 3353

NORTE/NORDESTE

BLOG

MENU BLOG

01/10/2021

#ItograssEmCampo: Uso de Sementes de Inverno

Autor: Rodrigo Santos - Coordenador do Centro de Gramados Esportvos Itograss

 

Apresentação

A semeadura de inverno, ou overseeding, consiste na sobre semeadura de espécies de clima temperado sobre um gramado base constituído com uma espécie de clima tropical, normalmente as Bermudas.

No inverno da região Centro Sul do Brasil algumas espécies de grama de clima tropical, como as Bermudas, Zoysias e Paspalum apresentam um crescimento muito lento por conta das condições climáticas. Para manter os gramados com um alto nível de densidade e proporcionar qualidade para os jogos desse período sementes de espécies de clima temperado, como principalmente a Ryegrass Perenne, são semeadas sobre a espécie principal.

Essa tecnologia é relativamente recente no Brasil, mas muito difundida nas principais arenas de futebol. Traremos um guia para você adotar essa técnica, que é muito simples, para que você possa adotar no seu gramado.

 

Aplicação de sementes de inverno em gramado de futebol.

Clima

O crescimento do gramado é desuniforme ao longo do ano, com alternância entre a primavera/verão e o outono/inverno.

Vários são os fatores que influenciam na capacidade de desenvolvimento de um gramado esportivo, o principal deles é o clima. Há até algumas tecnologias auxiliares, como o uso de luzes artificiais e irrigação, mas de uma maneira geral o clima não pode ser modificado.

Os principais fatores climáticos que interferem no crescimento da planta são o déficit hídrico, o fotoperíodo ou quantidade de luz a qual a planta é exposta, a temperatura do solo e do ar.

A radiação solar e a temperatura do ar são os maiores e igualmente importantes fatores que influenciam o desenvolvimento das gramíneas, porém esses atributos representam papeis diferentes na ecofisiologia da planta.

 

Desenvolvimento de plantas C3 e C4 em diferentes níveis de exposição a luz.
 

Plantas C4 apresentam uma necessidade maior de exposição a luz para se desenvolverem quando comparadas as plantas C3. Os números 3 e 4, que classificam essas plantas, representam a quantidade de moléculas de carbono envolvidas no processo metabólico fotosintético da planta.

A temperatura do ar, classificadas como temperaturas-base inferior e superior são denominadas temperaturas limiares, e variam de acordo com a espécie vegetal considerada. Caso esses limites sejam alcançados ou ultrapassados, o efeito é sempre a redução drástica ou paralisação do desenvolvimento vegetativo das plantas. 

 

Efeito da temperatura sobre o crescimento de plantas C3 e C4.

 

Podemos observar que as plantas C4 se adaptam melhor a condições em que as temperaturas são mais altas. As plantas C3 são mais eficientes quando estas temperaturas são mais baixas.

 

Crescimento de plantas C3 e C4 em função das condições climáticas.

 

A radiação, definida pela exposição da planta a luz, é a fonte da energia para a produção da biomassa. A temperatura do ar está associada a eficiência dos processos metabólicos envolvidos nessa conversão.

No gráfico 3 podemos observar o efeito de dois fatores climáticos, luminosidade e temperatura, sobre o desenvolvimento das gramíneas.

Variedades

Há uma predominância do uso de variedades da família Bermudas nos gramados de futebol mais modernos do Brasil. Essas variedades apresentam uma taxa de crescimento reduzida no inverno quando as condições climáticas são desfavoráveis. Para suprir essa deficiência e manter os gramados naturais com uma alta densidade, nas regiões onde a temperatura permite, é necessária uma semeadura com espécies adaptadas ao período. 

A maioria das gramíneas, como é o caso das Zoysias, Paspalum e Bermudas pertencem a classe de plantas C4, aquelas que se adaptam melhor a condições de muita luz e temperaturas elevadas. O Ryegrass Perenne (Lolium perene) pertencem a classe de plantas C3 menos exigentes em luz e com melhor desempenho em temperaturas inferiores. 

Os valores das temperaturas base inferiores (TBI), quando as plantas cessam seu desenvolvimento, para as Bermudas é de 17 graus Celsius. Já o Lolium, tem uma temperatura base superior (TBS) de 22 graus Celsius.

 

Influência do TB em três cidades do Brasil.

Para efeito de comparação, demonstrado no gráfico 4, selecionamos três cidades com a capacidade de representar a diferença climática entre regiões do Brasil e como a temperatura basal determinará o uso de sementes de inverno nessas regiões. 

Podemos concluir que:

- Em Fortaleza a Ryegrass terá muita dificuldade de se desenvolver por conta da sua TBS durante todos os meses do ano;

- No Rio de Janeiro a Ryegrass será importante para suprir o decréscimo de crescimento das Bermudas entre os meses Maio e Agosto;

- Curitiba apresentará excelentes condições para a Ryegrass entre meados de Março e o final de Setembro;

Como fazer o Overseeding

Época: Normalmente a semeadura de inverno é feita entre os meses de março e abril, coincidindo com o intervalo entre os campeonatos estaduais e o nacional. Esse intervalo, por conta de um calendário cada dia mais grandioso, está cada dia menor e obrigando as operações com prazos curtos que acabam influenciando a qualidade final da operação.

No seu gramado, e de acordo com as condições climáticas da sua região, essa operação deve ser feita algumas semanas antes que a temperatura base inferior da Bermudas seja atingida. Mais precisamente próxima a março e abril na região Centro Sul.

Fornecedores: Procure o seu fornecedor com antecedência e exija dele sementes com alto poder de germinação e garantia de pureza. Sementes também tem prazo de validade, esteja atento a ele.
Alguns fornecedores utilizam na composição de seus produtos uma mistura entre sementes da mesma espécie, procurando oferecer variações quanto a resistência a temperatura, que torna o blend mais resistente as variáveis climáticas.

Operações:Uma sequência de operações deve ser respeitada, segue:

Vertical: uma poda com o objetivo de facilitar o contato entre a semente e o solo deve ser feita para esse propósito. O uso de equipamentos com lâminas que fazem o corte verticalmente é o mais indicado;

Limpeza: todo o material proveniente do corte vertical deve ser coletado; 

Semeadura: as sementes podem ser aplicadas por equipamentos manuais e/ou mecanizados. A uniformidade é fundamental, independente do equipamento. Use guias e cordas para auxiliar nessa operação. Uma prática eficiente é fazer a aplicação sempre nos sentidos lateral-lateral e gol-gol, cruzando a distribuição, para contribuir com a uniformidade;

Densidade:A densidade deve ser a mesma em todo o campo, entre 4 e 8kg de semente/100m². Algumas pessoas usam ainda uma densidade variável, aplicando maiores quantidades nas áreas de maior tráfego no campo de jogo;

Cobertura: Se o calendário permitir, fazer a aplicação de areia após a semente. Essa cobertura protegerá melhor as sementes no solo.

Adubação: é comum alguma adubação logo após a semeadura para incentivar a germinação;

Irrigação: nessa fase o controle da água é fundamental. Além de favorecer a germinação a irrigação também ajuda na refrigeração do ambiente. Procure manter o gramado úmido, sem formação de poças de água;

Germinação: As sementes de Ryegrass começam a germinar a partir do quinto dia, mas a primeira poda deve ser feita de preferência a partir do lançamento do segundo perfil, que ocorre não antes do décimo dia.

Repasse: se perceber, por volta do sexto dia, falhas na germinação procure reaplicar sementes de forma localizada; 

Corte: Faça o primeiro corte por volta do 14 dia, quando normalmente a planta está com altura entre 5 e 6 cm. Nos primeiros cortes é recomendável o uso de equipamentos com lâminas horizontais. Equipamentos com corte helicoidal podem arrancar as sementes que ainda não apresentam um bom enraizamento. 
 

Outras considerações

As ficam muito mais evidentes quando a Ryegrass está se desenvolvendo. Ela tem a capacidade de, da forma como dizemos na área, “ascender” o gramado.

 

Conclusão

Considere o clima da sua região e se esse for aprofaixas de corte do gramadopriado faça o uso do overseeding para aumentar a qualidade do seu gramado.

Procure um fornecedor idôneo que oferecerá sementes de apropriadas e siga as recomendações dessa matéria.

Essa não é uma operação exclusiva de grandes arenas, você pode fazer inclusive no gramado da sua casa.

 

Se tiver dúvidas conte com o Centro de Gramados Esportivos da Itograss.