Rio de Janeiro + Verde com grama Esmeralda da Itograss - Itograss
Rio de Janeiro + Verde com grama Esmeralda da Itograss - Itograss
15240
single,single-post,postid-15240,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-theme-ver-1.6,wpb-js-composer js-comp-ver-4.4.3,vc_responsive

Rio de Janeiro + Verde com grama Esmeralda da Itograss

toporiomaisverde

Rio de Janeiro + Verde com grama Esmeralda da Itograss

A grama Esmeralda foi introduzida no Brasil pela Itograss no final da década de 70. Após vários anos de pesquisa, lançou a variedade comercialmente em 1983, conquistando a preferência do consumidor e se transformando em referência de grama cultivada em tapetes.

Atualmente a grama Esmeralda é mais produzida e comercializada no Brasil, representando aproximadamente 90% do volume de gramas cultivadas, e de ótima adaptação ao clima, do Sul ao Norte do país.

A grama Esmeralda tem como principais características folhas de estreitas a médias, enraizamento abundante, cor verde esmeralda, grande número de estolões e rizomas, formando um verdadeiro tapete verde com excelente resistência ao pisoteio. Esta variedade é muito resistente à seca, característica essencial pela escassez de água em algumas regiões do país. É excelente para controle de erosão, apresenta grande rusticidade e é de fácil manutenção. Também é indicada para jardins residenciais, áreas públicas e industriais, casas de campo e praia, playground e campos de esportes em geral.

A Esmeralda vem substituindo a grama Batatais em grandes obras públicas, principalmente em rodovias, por apresentar tapetes uniformes e padronizados, de manutenção mais baixa e por ser produzida dentro dos requisitos legais da atividade. Deixando de lado a espécie de grama nativa e não cultivada, geralmente retirada de pastagens, sem padrão e contaminada por plantas daninhas.

Por estas qualidades, a grama Esmeralda foi a variedade escolhida para o paisagismo do Complexo Esportivo de Deodoro no Rio de Janeiro, aproximadamente 800.000 m² foram plantados no local. A Esmeralda foi plantada também nas áreas de paisagismo do Parque Madureira, na Praça Mauá, no entorno do Museu do Amanhã, na zona portuária, além dos corredores de transportes urbanos e obras de duplicação da BR 101. Ao todo, foram plantados aproximadamente dois milhões de m² nestes locais para tornar o Rio de Janeiro mais verde.

Orçamento